• ePowerbay

Geração Distribuída: Conceitos e História do Mercado

Atualizado: Fev 26


O que é Geração Distribuída?

Micro e minigeradores são sistemas de geração elétrica capazes de abastecer residências, comércios e indústrias próximas ao centro de carga. Os microgeradores possuem potência de até 75 kW e minigeradores de 75 kW até 5 MW. Este tipo de geração é chamado de Geração Distribuída e este proporciona muitos benefícios para o sistema elétrico, bem como, baixo impacto ambiental, baixas perdas elétricas, diminuição da necessidade de investimento em transmissão de energia e economia para o consumidor.

A Geração Distribuída foi primeiramente descrita no Decreto Lei nº 5.163/2004. Ao qual regulamenta a comercialização de energia elétrica, o processo de outorga de concessões e de autorizações de geração de energia elétrica. Posteriormente várias resoluções normativas passaram a abordar aspectos da geração distribuída, até que a REN (resolução normativa) nº 482, de 17/04/2012 estabeleceu as condições gerais para o acesso de microgeração e minigeração distribuída aos sistemas de distribuição de energia elétrica, o sistema de compensação de energia elétrica, e outras providências. A REN 482 foi revista e teve alguns aspectos alterados pela REN 687, de 24/11/2015 e pela REN 786, de 17/10/2017.

Primeiros Projetos de Geração Distribuída

O primeiro registro de Geração Distribuída na ANEEL data de junho de 2007. Em síntese, esta primeira instalação utilizou a fonte Solar Fotovoltaica, na cidade de Campinas, tem capacidade de 0,5 kW.

Entre a primeira instalação e a REN 482, que estabeleceu as condições gerais de acesso, eram apenas 14 unidade que totalizavam 452 kW. Sendo assim, um crescimento baixo de 90,4 kW por ano.

Em novembro de 2015 foi publicada a REN 687, que revisa a REN 482 com o objetivo de reduzir os custos e o tempo para a conexão, compatibilizar o Sistema de Compensação de Energia, aumentar o público alvo e melhorar as informações na fatura. Neste momento eram 1.592 ligações que totalizavam 15,4 MW. Durante este intervalo de 3 anos o crescimento foi de 7,8 MW por ano.

Após a publicação da REN 687 houve um grande crescimento, entre novembro de 2015 dezembro de 2018, foram instaladas mais de 56.693 unidades geradoras, adicionando 695,9 MW, aumento de 232 MW por ano. Desta forma o ano de 2018 terminou com uma capacidade instalada de 710,7 MW.

O ano de 2019 foi marcado por uma grande corrida para viabilizar novos empreendimentos, em função da redução dos custos e da iminência de uma mudança regulatória. No ano foram instaladas 112.000 novas unidades e acrescentados mais 1.430 MW, o dobro do total já instalado. Desta forma, a capacidade instalada alcançou 2.140 MW.

A Evolução do Mercado

Observa-se que o mercado encontra-se em franca expansão. Chegando ao final de 2019 com mais de 170 mil instalações de geração distribuída e mais de 227 mil de unidades consumidoras recebendo créditos. A potência instalada ultrapassou os 2.140 MW, segundo registros da ANEEL.

O estado de Minas Gerais possui a maior potência instalada (426 MW), seguido por Rio Grande do Sul (263 MW), São Paulo (239 MW), Paraná (213 MW) e Mato Grosso (169 MW).

A imagem abaixo mostra o mapa dos projetos de geração distribuída no Brasil e a potência instalada por estado à direita da imagem.

Clique aqui para acessar o vídeo da Evolução do Mercado até 2018!

Modalidades de Enquadramento e Classes de Consumo

A modalidade de enquadramento mais utilizada é a geração na própria unidade consumidora (78%), seguida pela geração compartilhada (20%) e pelo autoconsumo remoto (2%).

Analisando o estado de Minas Gerais, que possuiu a maior geração (426 MW), verifica-se que a classe comercial é responsável por 181 MW de capacidade, sendo a que mais utiliza do benefício. Quando soma-se a classe residencial, os dois juntos representam mais de dois terços da capacidade.

A fonte mais utilizada para produção é Solar, são 86% do total, seguida da fonte hídrica (CGH -10%) e térmica (4%).

Todos os infográficos apresentados podem ser acessados de forma dinâmicas pelos usuários da plataforma (BI -> Dashboards).

Novas ferramentas de Análise de potencial

Você é desenvolvedor, integrador ou investidor de geração distribuída e tem dificuldades para encontrar as oportunidades para o seu negócio? Então confira a nova ferramenta desenvolvida pelo ePowerBay!

Utilizando a plataforma agora é possível analisar o mercado de Geração Distribuída para o ponto ou região desejada.

Através de uma coordenada, CEP ou pelo nome da cidade, o sistema mostra o potencial da região, capacidade instalada de Geração Distribuída, a tarifa da distribuidora e a infraestrutura de Subestações.

Tomando como referência a cidade do Rio de Janeiro, que atualmente possui a maior capacidade instalada (26,4 MW), através do nome do município, o sistema busca a coordenada central e traz um resumo para um raio inicial de 5 km.

Para o ponto de interesse o sistema irá trazer na primeira aba Resumo os indicadores de plantas em operação, que darão uma ideia de penetração e saturação de GD na região. No caso analisado, são 134 plantas, que totalizam 3,210 MW.

O sistema também informa o número de subestações da distribuidora local, 10 para o caso analisado, a irradiação (5,2 kWh/m².dia) e a tarifa de energia convencional baixa tensão - B (R$ 839,79 MWh).

Na aba Localização o sistema mostra o ponto analisado, bem como disponibiliza um link para o site do IBGE, onde se pode ter maiores informações sobre o município.

Através da aba Irradiação, o sistema informa o potencial solar da região, bem como tras um link para os dados do SolarGis.

Nas abas Plantas Operando e Subestações é possível ter maiores informações sobre a localização das unidades e a distancia que estas estão do ponto de interesse.

Por fim na aba Tarifas o sistema mostra informações sobre a tarifa vigente para a distribuidora na qual está inserido o ponto analisado, bem como sua decomposição em:

  • Data de Início de Vigência;

  • TE (Tarifa de Energia);

  • TUSD (Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição);

  • PIS/COFINS ;

  • e ICMS.

O desenvolvimento destas novas ferramentas buscam auxiliar os players a mitigar os riscos, bem como realizar análises preliminares para ajudar na tomada de decisão.

Acompanhamos também os aspectos regulatórios para analisar os impactos que estes poderão causar no setor e com isso auxiliar nossos clientes da melhor forma possível.

Receba atualizações detalhadas de Projetos de Geração Distribuída e tenha acesso completo a base de dados da plataforma ePowerBay.

Estamos a disposição para auxiliar em qualquer etapa de seu negócio.

Entre em contato conosco!



#GeraçãoDistribuída #energiasrenovaveis