top of page

Usina solar ou parque solar: saiba o que é, quais os principais tipos e como funciona


A energia solar está em constante evolução e não é à toa que no ano de 2023, ultrapassou o número de energia gerada, diante da energia eólica, conforme os dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR). Atualmente, são mais de 25 GW em operação e milhões de equipamentos instalados em diferentes terrenos e locais brasileiro.


Com isso, surge a necessidade de conhecer mais sobre o setor e os temas que estão paralelos a essa fonte limpa, econômica e sustentável. No texto a seguir mostrará o que é uma usina solar, como eles funcionam, se existem mais de um modelo destes parques e quais seus benefícios para a população.



O que são esses parques e qual o seu tipo?

Os parques solares são áreas desenvolvidas para produzir eletricidade a partir da energia solar. A produção de energia elétrica a partir de fontes renováveis tem se tornado cada vez mais importante, em vista da necessidade de reduzir as emissões de gases de efeito estufa e mitigar os impactos das mudanças climáticas.


Existem diferentes tipos de parques solares, com diferentes configurações e tecnologias. Os principais tipos são os parques fotovoltaicos, os parques de torres solares e os parques de espelhos cilindro-parabólicos.


Os parques fotovoltaicos são os mais comuns e utilizam células solares para converter a luz solar em eletricidade. Esses parques são compostos por milhares de painéis solares, conectados em série para aumentar a potência e produzir energia em grande escala. Os painéis fotovoltaicos podem ser instalados em solo ou em estruturas elevadas, como telhados ou estacionamentos.


Os parques de torres solares, no que lhe concerne, utilizam espelhos móveis para refletir a luz solar em uma torre central. A torre contém um líquido, aquecido pela luz solar refletida pelos espelhos, que produz vapor para mover uma turbina geradora de eletricidade. Esse tipo de parque solar é mais complexa, com custos mais elevados, mas pode gerar eletricidade mesmo quando o sol está baixo no horizonte.


Os parques de espelhos cilindro-parabólicos são semelhantes aos parques de torres solares, mas utilizam uma configuração diferente. Nesses parques, espelhos cilindro-parabólicos são usados para refletir a luz solar em um tubo localizado acima dos espelhos. Esse tubo contém um líquido, aquecido pela luz solar concentrada e produz vapor para mover uma turbina geradora de eletricidade.


Funcionamento

O funcionamento desses espaços é relativamente simples. A energia solar é capturada pelos painéis solares ou pelos espelhos cilindro-parabólicos, convertida em eletricidade. A eletricidade produzida é então enviada para um transformador, que eleva a voltagem para permitir a transmissão da eletricidade a longas distâncias. Sendo assim, distribuída pela rede elétrica para os consumidores finais.


Vantagens

Os parques solares têm vários benefícios, além da produção de eletricidade limpa e renovável. Eles podem ser construídos em áreas remotas, onde a infraestrutura elétrica é limitada, permitindo a produção local de eletricidade e a redução da dependência de combustíveis fósseis. Além disso, a produção de eletricidade a partir da energia solar é cada vez mais competitiva em termos de custos, tornando-se uma alternativa viável a fontes de energia mais tradicionais.



Importante ressaltar que existem alguns desafios associados à construção de parques solares. Um dos principais desafios é a disponibilidade de terra, já que estes parques solares precisam de grandes áreas de terra para serem construídos. Outro aspecto relevante é a conexão destes parques na rede elétrica, uma vez que as linhas de transmissão e subestações podem apresentar restrições de acesso.



Se você se interessou por essas informações ou tem dúvidas sobre o assunto, converse com os nossos especialistas e não deixe de nos seguir nas redes sociais: @epowerbay_br.

459 visualizações

Comments


Imagem ML Vertical.jpg
Editoriais
Posts Recentes
bottom of page