[A-4 2019] Cadastramento EPE - Análise últimos Leilões A-4 (17-18-19)


No dia 05 de abril encerrou-se a etapa de cadastramento dos projetos na EPE. O leilão está previamente agendado para 28 de junho e poderão participar do pleito as fontes Eólica, Fotovoltaica, Hidráulica (UHE, PCH e CGH) e Biomassa. No total foram cadastrados 1581 projetos e 51.204 MW em 20 estados.

A seguir é apresentado uma cronologia com marcos mais relevantes no mês de Abril.

De acordo com as informações fornecidas pela EPE, do total de projetos cadastrados, 47% optaram por aproveitar o cadastramento oriundo dos leilões de Energia nova de 2018.

Entre os projetos Eólicos cadastrados, 66% aproveitaram documentação e entre os projetos fotovoltaicos, apenas 27% foram cadastrados dessa forma.

O ePowerBay tem acompanhado estas movimentações e produzido diversos estudos referentes aos projetos que foram cadastrados e estão sob analise da EPE.

Os Projetos Fotovoltaicos e Eólicos foram os que cadastraram a maior potência. No total as duas fontes somam 49,4 GW (96,4%).

As informações que seguem mostram um comparativo entre os cadastramentos dos últimos 3 leilões A-4 (2017 - 2018 - 2019).

A fonte Fotovoltaica foi a que cadastrou a maior potência de projetos, foram ao todo 26,3 GW divididos em 751 projetos. O crescimento foi de 31% em relação ao último cadastramento (A-4 2018), no qual foram cadastrados 20 GW em 620 projetos.

Alguns fatores podem explicar este crescimento:

1. Novas Áreas;

-

Os 6 estados com maior cadastramento apresentaram crescimento no número de projetos:

Destaque para o Piauí, que é o segundo em número de projetos e o primeiro em potência para a fonte solar (6.185 MW);

2. Aumento na Potência Média dos Projetos;

Como pode ser observado no gráfico que segue houve um aumento da potência média todos os anos, apenas PCH e CGH mantiveram-se estáveis

Os Projetos fotovoltaicos, tem em média potencia de 35 MW, enquanto os eólicos estão com 30,8 MW.

3. Ganho de Potencia com avanço tecnológico;

Como foi informado pela EPE, 66% dos projetos eólicos reaproveitaram cadastramento, portanto, não houve alteração de características técnicas e possíveis ganhos com novas tecnologias. Analisando a fonte solar, 73% dos projetos que já se cadastraram, optaram por alterar as características técnicas, portanto com ganham da evolução tecnológica, o que tem sido bastante evidente na fonte, com painéis com maior potencia e mais eficientes (chegando a 400 Wp e com captação bifacial que aumenta a eficiência do conjunto).

VEJA OUTRAS MATÉRIAS RELACIONADAS

Cronograma de Eventos A-4 2019

Calendário de Leilões 2019 a 2021

Diretrizes do Leilão A-4 2019

A fonte Eólica, que foi a segunda com maior cadastro, teve um decréscimo de 12% na potência. No cadastramento atual foram 23,1 GW, contra 26,2 GW no A-4 anterior. Eram 931 projetos, agora são 751, 180 projetos a menos. Importante observar que entre os 2 cadastramentos, houveram contratações nos leilões A-4 e A-6 2018 e contratos bilaterais firmados no mercado livre, prática que tem aumentado entre os projetos eólicos.

Foram cadastrados projetos em 20 estados e o estado da Bahia aparece na dianteira com mais de 14 GW, destes 7,78 GW são Eólicas, 6,1 GW Solar Fotovoltaico, 100 MW em Biomassa e 16 MW em PCH.

Na sequência aparece o Rio Grande do Norte com 8,86 GW, distribuídos em 7,16 GW Eólicas e 1,7 GW Térmicas a Gás Natural.

O Gráfico que segue mostra a distribuição por fonte e por estados.

O ePowerBay acompanha os processos referentes aos leilões e fornece aos agentes as informações necessárias em cada fase, para que a tomada de decisão do empreendedor tenha seus riscos mitigados.

Saiba mais sobre nossos trabalhos e como podemos auxiliar em cada etapa.

www.epowerbay.com | contato@epowerbay.com

#LeilãodeEnergia

Banner Site 240x400.jpg
Posts Recentes
Arquivo