top of page

Transição energética no Brasil e no mundo




O processo de transição energética consiste na mudança das fontes de energia utilizadas pela humanidade ao longo das décadas, com o objetivo de chegar ao maior uso das fontes de energia renováveis e limpas. É a migração de matrizes energéticas poluentes, como os combustíveis fósseis com base no carvão, para fontes de energia renováveis, como eólicas e solares.


Importância da transição energética


A transição energética é um processo fundamental para garantir um futuro sustentável para o planeta. As fontes de energia renováveis, como a energia solar e a energia eólica, são limpas e não poluentes, o que contribui para a redução das emissões de gases de efeito estufa e para a mitigação das mudanças climáticas.


Além disso, as fontes de energia renováveis são abundantes e distribuídas de forma mais uniforme ao redor do mundo, o que torna sua produção mais segura e confiável do que a produção de energia a partir de combustíveis fósseis, que são limitados e concentrados em algumas regiões.


A transição energética também é importante para a economia global. As fontes de energia renováveis são uma fonte de crescimento econômico, gerando empregos e oportunidades de investimento. Além disso, a transição energética pode ajudar a reduzir a dependência dos países de importações de combustíveis fósseis, o que pode levar a uma maior segurança energética e a uma redução nos custos de energia.

O Brasil e a transição energética


O Brasil tem um grande potencial para liderar a transição energética global, pois já conta com uma matriz energética de baixo carbono, com mais de 80% da geração de eletricidade proveniente de fontes renováveis. No entanto, o país ainda enfrenta alguns desafios, como a necessidade de aumentar os investimentos em infraestrutura de armazenamento de energia e a descarbonização dos setores de transporte e indústria.


Segundo dados da Agência Internacional de Energia (AIE), o Brasil é o sétimo maior produtor de energia renovável do mundo, com destaque para a energia solar e eólica. O país também tem grandes reservas de biomassa, que podem ser utilizadas para a produção de energia elétrica, biocombustíveis e biometano.


O governo brasileiro tem lançado uma série de iniciativas para promover a transição energética, como o Plano Nacional de Energia 2050, que prevê que o país alcance a neutralidade de carbono até 2050. O plano prevê investimentos de R$ 5,1 trilhões em energias renováveis, eficiência energética e mobilidade elétrica.


Transição energética no mundo


Segundo dados da Agência Internacional de Energia (AIE), a participação das energias renováveis na geração de eletricidade global aumentou de 24% em 2020 para 26% em 2021. Esse crescimento foi liderado pela energia solar e eólica, que representaram 80% da expansão das energias renováveis em 2021.

Outros setores da economia, como transporte e indústria, também estão começando a adotar fontes renováveis. Por exemplo, a frota global de veículos elétricos cresceu 68% em 2021, chegando a 12 milhões de unidades.

Apesar dos desafios, a transição energética é um processo irreversível. À medida que as tecnologias renováveis se tornam mais competitivas, é provável que a participação das energias renováveis na matriz energética global continue a crescer nos próximos anos.


Conheça nossas soluções de inteligência de mercado para Geração Centralizada, Distribuída, e para o Mercado Livre de Energia.  Teste gratuitamente nossa plataforma e acesse nosso marketplace. Siga-nos nas redes sociais, @epowerbay_br, e acompanhe todas as novidades. 


24 visualizações

Comments


Editoriais
Imagem ML Vertical.jpg
Posts Recentes
bottom of page