Leilão A-4 2019 Informações Compiladas: Projetos e Conexões

 

Leilão A-4 2019

 

No próximo dia 28 de junho irá ocorrer o primeiro leilão de energia nova de 2019, o "Leilão A-4 2019" . Com base em todas as informações publicadas, referentes aos Projetos, Players e os Pontos de Conexão. Sendo o estudo presente realizado pelo ePowerBay

 

O objetivo do estudo é apresentar a base de dados utilizada, que já está disponível na plataforma e que poderá auxiliar nossos parceiros, nossos clientes e o mercado como um todo.


Base de Informações de Projetos


Para verificar a quantidade de projeto cadastradas e aptas para a disputa, se faz necessário conhecer todas as informações possíveis relativas a eles. Tais informações são provenientes de 3 diferentes fontes, EPE (cadastramento), ANEEL (DRO e TUST/Dg) e MME (Garantia Física - GF).
 

 

Tomando como referência as bases de DRO, TUST/Dg e GF, observa-se que 1.381 projetos apresentam todas as informações possíveis.

 

Base de Informações de Subestações, Seccionamentos e Barramentos Virtuais


De acordo com Nota Técnica NT_0046-ONS-2019_LEN-A-4_2019_R3 foram apresentados pedidos de conexão em 189 pontos, considerando Rede Básica, DIT ou ICG.

 

Os barramentos virtuais refletem os pedidos de conexão na rede de distribuição e no total foram solicitados em 65 Subestações das Distribuidoras que refletem em 41 pontos na Rede Básica. Todavia, tratando-se dos seccionamentos de Linhas na rede básica, são 27 pontos.

 

Em 4 subestações não existe espaço físico, portanto qualquer margem é desconsiderada.
 

 

Dos 189 pontos que foram solicitadas conexões, 166 destes apresentam margem de escoamento, portanto em 23 pontos os projetos que solicitaram conexão estarão desabilitados para a disputa no leilão.

 

 

Levando em consideração todas as informações disponíveis e coletadas pelo ePowerBay, os estudos são realizados para os pontos de interesse. A seguir é representado por estado a quantidade de margem nos barramento, bem como, nas áreas e a potência cadastrada.

 

Competição nos pontos da Conexão

 

De acordo com as bases disponíveis é possível calcular a competição nos barramentos, subáreas e áreas de interesse. O infográfico que segue mostra o Índice de Competição (ic) por barramentos nos estados da Bahia, Rio Grande do Norte e Piauí.
 

 

ic = Solicitação de Conexão / Margem do Barramento

 

 

Observa-se que nos 3 estados existem barramentos com grande competição e barramentos com pouca competição. Todavia, a maior competição está nos Barramentos Irecê 138 kV e Ourolândia 230 kV na Bahia, em que foi obtido um índice de competição de 6,65 e 5,77 respectivamente.

 

A imagem a seguir mostra a análise realizada para a SE Ourolândia II 230 kV.
Competindo pela conexão foram identificadas 6 empresas e 8 Clusters, sendo 6 eólicos (1679 MW) e 2 solares (630 MW).
 

Competindo pela conexão foram identificadas 6 empresas e 8 Clusters, sendo 6 eólicos (1679 MW) e 2 solares (630 MW).

 

O Maior FC é do Cluster Eólico Umburanas 54,6%, potência de 163,8 MW é de propriedade da Engie. A Engie possui dois grandes complexos eólicos na Região, conectados na SE Ourolândia II 230 kV (Umburanas e Campo Largo), portanto estes projetos são possíveis expansões e bem competitivos.

 

Entretanto, a empresa casa dos ventos é que possui maior quantidade de projetos solicitando conexão no ponto de conexão, 32,5%.

 

Uma análise detalhada dos barramentos, subárea e áreas se fazem necessários para compreender melhor os projetos em disputa pela margem remanescente.
 

 

Entretanto, os projetos que solicitaram conexão na SE Ourolândia II 230 kV competem pela mesma margem com a SE Irecê 138/230 kV. A margem total é de 125 MW nas subáreas e área.

 

A Plataforma do ePowerBay já esta atualizada com as todas as informações publicadas (DRO, TUST/Dg e Garantias Físicas de cada um dos projetos).

 

Acesse agora clicando aqui!
 
 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Marketplace & Inteligência de Mercado

Banner Site 240x400.jpg