• André Felber, Afonso Lugo, Fernando Witzel

A-6 2019: Cadastramento EPE e Análise dos últimos Leilões


Leilão A-6 2019

No dia 11 de junho encerrou-se a etapa de cadastramento dos projetos na EPE.

Entretanto, o leilão A-6 2019 está previamente agendado para 17 de outubro e poderão participar do pleito as fontes Eólica, Fotovoltaica, Hidráulica (CGH, PCH e UHE) e Térmicos (Biomassa, Gás Natural e Carvão Mineral Nacional).

No total foram cadastrados 1.829 projetos e incríveis 100.874 MW em 22 estados, novo recorde de cadastramento. Todavia, em relação ao último A-6 o aumento foi de 70%, puxados pelos projetos solares, novos neste tipo de leilão e os térmicos a Gás Natural.

A seguir é apresentado um cronologia com marcos mais relevantes até a data do leilão.

De acordo com as informações fornecidas pela EPE, do total de projetos cadastrados, 74,7% optaram por aproveitar o cadastramento oriundo do leilão de Energia A-4 2019. As fontes eólica e solar fotovoltaica foram as que apresentaram as maiores ofertas de projetos, com 845 e 825 cada, respectivamente.

Em termos de potência, destaca-se a fonte termelétrica a gás natural, com pouco mais de 41.718 MW. Sendo assim, empreendimentos fotovoltaicos superaram os 29.780 MW instalados.

Enquanto os empreendimentos eólicos ficaram pouco acima dos 25.158 MW.

O ePowerBay tem acompanhado as movimentações e produzido estudos referente aos projetos que foram cadastrados e estão na disputa dos leilões, seja nosso parceiro e fique por dentro de todas as etapas.

ANÁLISE POR FONTE E ESTADOS

O infográfico que segue mostra a distribuição por fonte e estado.

Observa-se que a Bahia segue com maior cadastramento, 17,9 GW, seguido do Rio Grande do Norte, 11,7 GW , ambos com grande potencial eólico e solar

.

Todavia, na sequência aparece o Rio de Janeiro com cadastro de 11,2 GW de Térmicas à Gás Natural em 13 diferentes projetos. No estado foram cadastrados também 2 projetos hídricos que totalizam 13,5 MW.

A divisão dos projetos na Bahia é de 8,4 GW em Eólicas, 6,9 GW Solar, 817 MW Gás Natural, 50 MW Biomassa e 16 MW em PCH.

A fonte Térmica cadastrou 44.745 MW divididos em 81 projetos, sendo 04 à Carvão Mineral Nacional, 25 à Biomassa e 52 à Gás Natural.

A-6 2019: COMPARAÇÕES ENTRE ÚLTIMOS 3 CADASTRAMENTOS

As informações que seguem mostram um comparativo entre os cadastramentos dos últimos 3 leilões A-6 (2017 - 2018 - 2019).

O crescimento da fonte térmica foi de 46% em relação ao último cadastramento (A-6 2019), no qual foram cadastrados 30.636 MW.

A fonte Eólica teve um decréscimo de 7% na potência. Entretanto, no cadastramento atual foram 25,1 GW, contra 27,2 GW no A-6 anterior.

Portanto, é importante observar que entre os 2 cadastramentos, houveram contratações nos leilões A-6 2018 e contratos bilaterais firmados no mercado livre, prática que tem aumentado entre os projetos eólicos.

Uma comparação feita por estados, mostra que os 10 primeiros que tiveram maior cadastramento, apresentaram crescimento na potência e dentre os 22 estados em 17 deles houve crescimento na potência cadastrada.

Sendo assim, o crescimento na BA foi de 48%, cerca de 5,9 GW. O crescimento no RJ foi de 100%, cerca de 5,6 GW. Os maiores crescimentos foram em SP 1316% (6,6 GW) e no PI 283% (6,9 GW).

O ePowerBay acompanha os processos referentes aos leilões e fornece aos agentes as informações necessárias em cada fase, para que a tomada de decisão do empreendedor tenha seus riscos mitigados.

Receba atualizações detalhadas e tenha acesso completo a base de dados da plataforma ePowerbay.

Cadastre-se aqui!

#LeilãodeEnergia #leilaoa62019