• Afonso Lugo, André Felber, Yan Felber

Leilão A-6 de 2019: TUST/Dg e DRO


Foi publicado pela ANEEL no último dia 16 de setembro o Edital do Leilão A-6 de 2019 que mostra as Tarifas do Uso de Transmissão e Distribuição - TUST/Dg, através da resolução homologatória 2.603 de 2019 para um total de 1.670 projetos.

Diante disso, a equipe do ePowerBay compilou este documento junto com as DROs publicadas no começo de agosto e faz esta análise para o total de 1.805 projetos, que já estão disponíveis para o acesso do usuário.

Informações Compiladas TUST/Dg e DRO

De acordo com os documentos divulgados pela ANEEL, existem até agora 1.805 projetos diferentes entre os despachos de DRO e a resolução homologatória da TUST/Dg, sendo a Bahia o estado e as usinas do tipo UTE (termelétricas) com a maior capacidade instalada.

Assim sendo, o assinante ePowerBay, para refinar a análise dos projetos do leilão pode acessar o infográfico dinâmico disponível no caminho do menu.

BI > DashBoards

Tarifa de Uso do Sistema de Transmissão e Distribuição (TUST/Dg)

A TUST/Dg são as tarifas que remuneram o sistema de Transmissão e/ou Distribuição utilizados. Portanto, ela é paga pelos usuários da Rede Básicas ou da Distribuidora: Geradoras, Distribuidoras, Consumidores Livres e Potencialmente Livres, e Comercializadoras (que importam e exportam energia elétrica).

O cálculo da tarifa inclui os itens que compõem a receita das transmissoras/distribuidoras e o orçamento do ONS. Assim sendo, realizado a partir de simulação do Programa Nodal, que utiliza como dados de entrada: a configuração da rede, representada por suas linhas de transmissão, subestações, geração e carga e a RAP total a ser arrecadada no ciclo.

Em eventos como o Leilão de Energia Nova (LEN A-4 e LEN A-6) a ANEEL tem por obrigação legal calcular as tarifas, sendo a EPE responsável pelo envio das informações dos projetos cadastrados e os pontos de conexão que estes solicitaram acesso.

De acordo com as informações da EPE, 1.801 usinas participarão do Leilão A-4 2019, sendo que 1.477 são usinas novas que indicaram previsão de acesso à Rede Básica, com um potencial de 42.271 MW, e as demais são usinas que indicaram previsão de conexão no âmbito do sistema de distribuição ou já possuem outorga com tarifas pré-estabelecidas.

A Resolução Homologatória 2.603 de 10 de setembro de 2019, que aprovou o edital, traz a lista das tarifas para os projetos novos. Todavia, estas terão validade, caso o projeto seja vencedor no certame, durante toda a vigência da sua outorga. As tarifas serão atualizadas monetariamente a cada ciclo tarifário por meio do Índice de Atualização da Transmissão – IAT.

Com base nas informações publicadas, o ePowerBay compilou os dados neste relatório e atualizou o sistema, de forma a produzir um material que auxilie nas tomadas de decisão e traga agilidade e confiança para nossos parceiros na tomada de decisão.

ANÁLISE DAS TARIFAS - Nota Técnica 169/2019

A NT 169/2019, que descreve a metodologia para o cálculo das tarifas, informa a Tarifa para os respectivos CEGs (Código do Empreendimento de Geração).

Foram divulgadas informações de 1.670 projetos, que totalizam 86,3 GW. A tabela e gráfico que seguem mostram as tarifas máxima, média e mínima por estados bem como o número de projetos e a potência.

Leilão A-6 de 2019: Estados com maior e menor média de tarifa

O Mato Grosso do Sul é o estado com a maior média de tarifa, 7,833 R$/kW. Foram publicadas tarifas para 14 projetos, que totalizam 930 MW.

No estado da Bahia estão localizados os 10 empreendimentos Eólicos com as tarifas mais baixas 1,082 R$/kW (TUSDg). Assim sendo, os projetos Ventos de São Januário 2, 7, 8, 9, 12, 15, 16, 17, 18 e 19 em Campo Formoso.

Bem como, todos estes empreendimentos são de propriedade da Casa dos Ventos e possivelmente solicitaram conexão na SE Senhor do Bonfim II 138 kV de propriedade da CHESF.

A menor tarifa é da PCH Jambo, localizada no estado do Rio de Janeiro. O projeto possui uma tarifa de 0,828 R$/kW (TUSDg).

Assim sendo, as maiores tarifas pertencem aos projetos Hídricos Eng. Érico Bitencourt de Freitas e Salto Duran, localizados no estado de Goiás, sendo as tarifas de 9,37 R$/kW (TUST).

O estado que apresentou a menor tarifa média, foi Santa Catarina, o valor é de 3,261 R$/kW. No estado existem 12 projetos que totalizam 818 MW.

O Mapa e os gráficos que seguem representam a distribuição dos projetos e das tarifas.

É interessante observar que 85,9% das tarifas possuem valores entre 6 e 8 R$/kW. Ou seja, pouco mais de 7% estão entre 4 e 6 R$/kW e menos de 1% possuem tarifas até 2 R$/kW.

De forma a tornar as análise mais dinâmicas, o infográfico de análise da TUST/Dg é um compilado das informações acima, e pode ser acessado de forma dinâmica na plataforma ePowerBay, pelo caminho:

BI > DashBoards > Rates of use transmission A-6 2019

Produtos ofertados Leilão A-6 de 2019

Com a proximidade do Leilão, os estudos relacionados às disputas estão mais apurados. Levando em consideração todos os dados publicados sobre Cadastramento, DRO, Notas Técnicas e TUST/Dg é possível através da Plataforma, analisar a disputa pela conexão e relacionar os projetos mais competitivos.

O ePowerBay possui em sua base de dados, diversas informações referentes a fabricantes de equipamentos e serviços, logística, infraestrutura, projetos em Construção/Operação.

Dessa maneira, correlacionando estes parâmetros é possível identificar as vantagens competitivas para dos projetos que estão disputando o leilão.

O desenvolvimento das ferramentas contidas na plataforma são feitas baseados em nossa experiência de mercado e na demanda de nossos clientes.

O objetivo da plataforma é conectar os agentes tornando a negociação mais eficaz e transparente possível. Estamos a disposição para auxiliar em qualquer etapa de seu negócio.

Possui projetos cadastrados no Leilão?

Saiba mais sobre a disputa e o nível de competitividade do seu projeto!

Entre em contato com nossa equipe e conheça nossos trabalhos. Estamos prontos para auxiliá-los.

​​

#LeilãodeEnergia #leilaoa62019

509 visualizações