• Andre Felber, Afonso Lugo, Yan Felber

MERCADO DE PROJETOS - 2018 Outorgas, DROs e Operação Comercial


1. Cenário 2018 de Projetos de Geração de Energia.

O ano de 2018 terminou com um total de 168 GW de capacidade instalada de projetos em operação divididos em Usinas Hidrelétricas (UHE), Usinas Termelétricas (UTE), Usinas Eólicas (EOL), Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH), Usinas Termonucleares (UTN) Usinas Fotovoltaicas (UFV) e Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGH), de acordo com dados retirados da ANEEL e do Diário Oficial da União - DOU.

Atualmente existem 8.980 MW de projetos em construção, sendo 3.828 MW de usinas termelétricas. Os empreendimentos Novo Tempo GNA II do RJ e Porto Sergipe I de SE somam 2.814 MW de potência e estão previstos para entrar em operação em 2020 e 2021, respectivamente.

Existem 10.112 MW de projetos com status de Construção Não Iniciada, sendo que 3.900 MW são de UTEs. As obras não iniciadas podem ser projetos que estão com solicitação de extinção ou revogação em andamento, que não possuem baixa viabilidade ou projetos que possui toda a documentação necessária para a obra e pode estar atrasado ou não em relação ao cronograma de implantação.

A ANEEL registrou um total de 2.949 projetos em DRO (Despacho de Requerimento de Outorga), DRI (Registro de Intenção à Outorga de Autorização) ou DRS (Despacho de Registro de Adequação do Sumário Executivo) sendo o maior número de DROs emitidas para a fonte eólica com 1.270, seguido da fonte fotovoltaica com 948. Em termos de potência as UTEs ficam em primeiro lugar por conta das usinas a gás natural que possuem grande potência, sendo a maior delas a UTE Verde Atlântico Energias na cidade de Peruíbe em São Paulo com 1.768 MW de capacidade instalada.

A fonte que mais agregou potência ao sistema em 2018 foi a Hídrica, Belo Monte com 2.444 MW e São Manoel 525 MW, agregaram quase 3 GW. Os 2 projetos encontram-se na região Norte.

A Eólica também teve grande contribuição, foram quase 2 GW em projetos distribuídos pelo Nordeste.

As duas fontes agregaram quase 5 GW e estão localizadas fora dos grandes centros de carga, estes fato ajuda a entender a importância do sistema de transmissão integrado, que auxilia nos deslocamento da geração entre as regiões.

Os parques solares agregaram mais 800 MW, mostrando o crescimento da fonte que representa ainda 1% da matriz, mas com potencial muito grande. Os parques solares estão localizados no Nordeste e Sudeste.

Importante também observar que no último ano a fonte alcançou os 500 MW de potência instalada em Geração Distribuída.

Confira a linha do tempo dos projetos que entraram em operação comercial clicando no link que segue => https://youtu.be/v7zwNkdJUMA

2. Empreendimentos Eólicos

A fonte eólica foi responsável por 52 novas outorgas com 1.481,03 MW de potência divididos em 06 estados e 986 DROs com 25.520,5 MW de potência divididos em 12 estados.

2.1 Novas Outorgas - EOL

O estado com maior emissão de outorgas foi o Piauí com 510 MW, seguida pelo Rio Grande do Norte com 372,23 MW e pela Paraíba com 281,4 MW de capacidade instalada.

2.2 Emissões de DROs - EOL

O estado da Bahia obteve 8.667 MW de capacidade instalada em emissões de DRO, seguido pelo Rio Grande do Norte com 7.406 MW.

2.3 Operação Comercial - EOL

No ano de 2018 entraram em operação comercial 80 novos projetos com 2,038 GW de potência, sendo o estado da Bahia responsável por mais de 60% com 1,258 GW.

Campo Largo - 326,7 MW - Engie Brasil Energia

O cluster Campo Largo é composto por 11 projetos de 29,7 MW de potência sendo 05 projetos com contratos no Mercado Livre e 06 projetos com contrato regulado no 20º LEN de 2014. Opera com máquinas GE (Alstom) ECO122-2,7MW com torres de 89 m e se conectam no barramento de 230 kV da SE Ourolândia II.

Gentio do Ouro I - 235 MW - Omega Geração (Pertenciam a CER)

O cluster Gentio do Ouro I (303 MW) é composto pelos projetos Assuruá (110,5 MW), Capoeiras III (27,5 MW), Curral de Pedras(47,5 MW) ,Diamante(35 MW) e Laranjeiras (82,5 MW), venderam energia no LER de 2014 e se conectam na SE Gentio do Ouro I no barramento de 230 kV que por sua vez se conecta em Irecê 230 kV. Os projetos Assuruá operam com máquinas Gamesa exceto Assuruá III que opera com GE, já os outros complexos operam todos com GE. Estes projetos foram desenvolvidos pela CER e negociados junto à Omega Geração no final do ano.

Serra da Babilônia - Rio Energy - 223,25 MW

O cluster Serra da Babilônia (225,6 MW) é composto pelos projetos Serra da Babilônia II, Serra da Babilônia IX, Serra da Babilônia VI, Serra da Babilônia VII, Serra da Babilônia VIII, Serra da Babilônia X, Serra da Babilônia XI e Serra da Babilônia XII todos com 28,2 MW de potência e venderam energia no LER DE 2015. Os projetos se conectam na SE Morro do Chapéu II, no barramento de 230 kV e operam com máquinas Enercon E92-2,35MW a 98m de altura. Esses projetos foram desenvolvidos e são operados pela Rio Energy.

Lagoa do Barro - Atlantic - 195 MW

O cluster Lagoa do Barro é composto pelos projetos Aura Lagoa do Barro 01 (27 MW), Aura Lagoa do Barro 02 (27 MW), Aura Lagoa do Barro 03 (27 MW), Aura Lagoa do Barro 04 (27 MW), Aura Lagoa do Barro 05 (24 MW), Aura Lagoa do Barro 06 (27 MW), Aura Lagoa do Barro 07 (27 MW) e Aura Queimada Nova 03 (9 MW) venderam energia no no LER DE 2014. Os projetos se conectam na SE São João do Piauí no barramento de 230 kV e operam com máquinas Acciona AW300-3,0MW a 120 m de altura . Os projetos foram desenvolvidos pela Atlantic Energias Renováveis S.A.

Energia dos Ventos - Alupar/Furnas - 98,7 MW

O cluster Energia dos Ventos de 98,7 MW de potência de propriedade do consórcio Alupar Investimentos (51%) e Furnas (49%) que está localizado no litoral do Ceará no município de Aracati e se conecta na SE Russas II em 138 kV entrou em operação após um atraso de de aproximadamente 01 ano e meio devido a obras relacionadas à linha de transmissão.

2. Empreendimentos Solares Fotovoltaicos

A fonte solar fotovoltaica foi responsável por 44 novas outorgas com capacidade de 1.253 MW de potência em 07 diferentes estados. A quantidade de novas DROs no ano de 2018 foi de 741 com 31.800 MW de capacidade instalada com projetos em 11 estados.

3.1 Novas Outorgas - UFV

O Ceará e o Piauí foram os estados com a maior potência outorgada em 2018 para a fonte solar fotovoltaica com 390 MW e 389,88 MW, respectivamente.

Os clusters Alex (270 MW) e Lavras (120 MW) que negociaram energia no 27º LEN deixaram o Ceará em destaque em 2018. Os clusters ETESA (179,8 MW, 27º LEN) e Nova Olinda (210 MW, 07ª LER de 2015) foram os responsáveis pelas outorgas do estado do Piauí.

Na página de busca por projetos de geração centralizada é possível ver estas novas outorgas, conforme a imagem abaixo,

O estudo completo, contendo também a lista das emissões de DRO para os projetos fotovoltaicos, bem como o detalhamento dos projetos que entraram em operação pode ser baixado pelo link que segue:

https://estudos.epowerbay.com/entrada-em-operacao-2018

Acessando a plataforma é possível encontrar todas as informações aqui publicadas, além poder utilizar outras ferramentas de análises feita para desenvolvedores, investidores e prestadores de serviço da área de energia renovável do Brasil.

A equipe do ePowerBay acompanha diariamente o mercado de projetos de energia renovável através das agências ANEEL, CCEE, EPE, MME, ONS e no Diário Oficial da União, mantendo a base de dados sempre atualizada de acordo com as características técnicas e legais dos projetos e disponibilizando a informação de maneira intuitiva e dinâmica para o usuário da plataforma..

O desenvolvimento das ferramentas contidas na plataforma são feitas baseados em nossa experiência de mercado e na demanda de nossos clientes. O Objetivo da plataforma é conectar os agentes tornando a negociação mais eficaz e transparente possível. Acreditamos que estas funcionalidades auxiliam e diminuem custos iniciais nas análises.

Tem interesse em conhecer mais? Cadastre-se Gratuitamente.

Cadastre-se Aqui!

Ou entre em contato com nossa equipe.

Estamos a disposição para auxiliar em qualquer etapa de seu negócio.

contato@epowerbay.com

#ENERGIASRENOVÁVEIS #mercadoprojetos #DRO

120 visualizações