• André Felber, Afonso Lugo, Fernando Witzel

ANÁLISE PÓS-LEILÃO DE TRANSMISSÃO 02/2018


Ocorreu no dia 28/06/2018 o Leilão de Transmissão 02/2018 no qual foram licitados 20 lotes, em 16 estados e os investimentos estimados para as obras segundo a ANEEL são da ordem de R$ 6 bilhões.

Todos os lotes ofertados foram arrematados com deságios altos, sendo o menor de 23,6% para o Lote 18 arrematado pelo Consórcio I.G. Transmissão e ESS Energias Renovaveis e o maior de 73,9% para o Lote 10 arrematado pela Isa CTEEP.

O Lote 03 teve o maior deságio real no valor de R$ 120,09 milhões, efetuado pela empresa Indiana Sterlite Power Gride. A empresa ainda arrematou outros 5 lotes e foi a grande vencedora deste Leilão.

Confira o resumo dos resultados na tabela abaixo:

O leilão foi inicialmente suspenso devido a uma liminar da empresa JAAC que havia sido inabilitada por causa de seu aporte de garantia que não seguiu o edital do leilão. A empresa havia se habilitado isoladamente, mas depositou as garantias como participante do Consórcio Lara/JAAC, o que a inabilitou, pois isso representava, pelas regras do certame, uma nova habilitação. Horas depois a situação foi resolvida e deu-se início ao certame.

O maior lote do leilão, o Lote 03, era o qual a JAAC concorria e deu o primeiro lance com um alto deságio, porém este foi arrematado pela Sterlite Power Gride, Este lote é responsável por 541,3 km de linhas de transmissão e 3.300 MVA de potência em subestações nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte.

Este Lote será importante para o escoamento da Geração Solar e Eólica que tem um grande potencial nesta região entre Aracati e Mossoró, mostrado na imagem abaixo. Os Lotes 04, 07, 12, 15 e 20 também foram arrematados pela empresa. O investimento total estimado é de 3,6 bilhões e a RAP para os 6 lotes é de R$ 281,6 Milhões/ano.

Lote 03

Obras de Linhas de Transmissão:

LT 500 kV Paracatuba - Jaguaruana II, C1, com 155,03 km; LT 500 kV Jaguaruana II - Açu III, C1, com 113,95 km; LT 230 kV Jaguaruana II - Mossoró IV, CD, C1 e C2, com 2 x 54,54 km; LT 230 kV Jaguaruana II - Russas II, C1, com 32 km; LT 230 kV Caraúbas II – Açu III, CD, C1 e C2, com 2 x 65,13 km; Trechos de LT em 500 kV entre o seccionamento da LT 500 kV Fortaleza II - Pecém II C1 e a SE Pacatuba, com 2 x 0,5 km.

Obras de Subestações e Compensador Estático:

SE 500/230 kV Jaguaruana II - (6+1 res.) x 250 MVA;

SE 500/230/69 kV Pacatuba - 500/230 kV - (6+1R)x200 MVA e 230/69kV - 2x200 MVA; SE 230/69 kV Caraúbas II - 2 x 100 MVA;

Compensador Estático (-150/+300 Mvar);

A data de necessidade da obra, segundo o planejamento é para jan/2022 e data do contrato informada no edital é 21/09/2023 (60 meses).

Os demais lotes estão detalhados nas planilhas e arquivos kmz gerados pelo ePowerBay e disponibilizados para os assinantes da plataforma.

O próximo evento no cronograma do Leilão de Transmissão é a entrega dos documentos de habilitação das proponentes vencedoras na sede da B3. A publicação dos resultados da habilitação será divulgado no dia 10 de Agosto pela Comissão Especial de Licitação - CEL.

HISTÓRICO DOS ÚLTIMOS 5 LEILÕES DE TRANSMISSÃO

Considerando os 5 últimos leilões realizados, tem sido observado a retomada do interesse de investidores no setor de Transmissão.

Verifica-se que o número de lotes com proposta e lotes com disputas estão aumentando e os deságios nas RAPs estão se tornando maiores.

Para o ultimo leilão, todos os 20 lotes foram arrematado e houve competição em todos com maior Deságio médio 54,9% e o maior deságio em um lote, 73,9%.

Clique Aqui e conheça nossa plataforma online de marketplace e inteligência de mercado para projetos de energia renovável.

#leilãotransmissão2018